Como escolher puxadores para móveis planejados? 

4 dicas preciosas para escolher puxadores para móveis planejados?

Muitas vezes são os detalhes que fazem toda a diferença na decoração de uma casa. Esse é o caso dos puxadores para móveis: são itens que podem passar despercebidos em um primeiro momento, mas que são essenciais para a funcionalidade e a personalidade do ambiente.

Especialmente no caso dos móveis planejados, os puxadores podem ser combinados a cores e texturas nas portas e gavetas — e, assim, compor uma mobília exclusiva. Há puxadores clássicos, modernos, retrôs e até alguns que parecem obras de arte!

Em meio a tantas opções de formato e materiais, pode parecer difícil escolher a mais indicada para a sua casa. Mas não se preocupe! Para ajudar na escolha dos melhores puxadores para móveis, preparamos este post com tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

ANTES DE MAIS NADA: QUAL O ESTILO DE DECORAÇÃO DO ESPAÇO?

Definido o cômodo onde ficará o móvel, é hora de olhar em volta e responder: que estilo de decoração caracteriza o espaço? Se há um clima de nostalgia, com releituras de objetos fabricados em outra época e itens herdados da sua família, a decoração é provavelmente retrô. Agora, se o ambiente é moderno e funcional, tudo tem que seguir um padrão mais reto e clean, concorda?

O importante nesse momento é haver uma congruência entre o estilo predominante e os acabamentos. Se você está construindo ou reformando, basta analisar suas referências e inspirações para saber que caminho seguir. Porém, se você já está com o cômodo quase pronto e ainda assim tiver dificuldade em definir um estilo, talvez seja a oportunidade de fazer pequenas transformações para deixar sua casa mais com a sua cara.

QUAIS PONTOS OBSERVAR NA ESCOLHA DOS PUXADORES PARA MÓVEIS PLANEJADOS?

Combinar o estilo de decoração do ambiente com o design dos puxadores é apenas o primeiro passo para personalizar os móveis da sua casa. Veja a seguir que outros pontos devem ser observados.

1. MATERIAL

Há puxadores de diversos materiais no mercado hoje em dia. Em geral, os menores e mais retrô são de porcelana e de madeira. Já os de plástico e de metal costumam ser maiores e mais variados.

Para decidir o material do puxador, você deve considerar a harmonização com o estilo do móvel e também outras características do cômodo. Em ambientes em que há umidade e sujeira — como banheiro e cozinha —, dê preferência para puxadores que sejam fáceis de limpar: de metal, lisos e sem frisos.

2. TAMANHO

O tamanho dos puxadores para móveis deve seguir a proporção de portas e gavetas das quais fazem parte. No armário para o quarto de casal, por exemplo, o ideal são alças longas posicionadas de forma que pessoas de diferentes alturas consigam alcançá-las sem precisar levantar muito os braços. Já para móveis menores, como criados-mudos e cômodas, os puxadores pequenos do tipo bolinha são mais indicados.

3. ACABAMENTO

Os puxadores para móveis podem seguir uma infinidade de acabamentos — e os mais versáteis são os de metal. Eles podem ser cromados, proporcionando um efeito brilhante e sofisticado, ou ainda escovados, que são elegantes e discretos.

Já o acabamento em cobre é uma tendência bastante moderna, que combina com o estilo de decoração industrial. Nesse caso, o metal quente contrasta com o frio do concreto e das cores sóbrias, resultando em um agradável equilíbrio.

4. USO

Um fator que deve ser levado em consideração é a frequência de uso de portas e gavetas. Na cozinha, por exemplo, os armários são constantemente abertos e fechados no momento da preparação dos alimentos. Nesse caso, puxadores grandes e projetados para frente, como os tipo alça, são mais úteis para uma pegada firme. Outra opção são os embutidos, que não atrapalham a circulação e não aparentam a sujeira.

Por outro lado, os puxadores para móveis da sala ficam mais expostos, embora menos utilizados. Por isso, a dica é ousar um pouco mais e escolher puxadores que tenham um efeito estético interessante.

QUAIS TIPOS DE PUXADORES EXISTEM?

Para você acertar na escolha, é importante conhecer mais sobre os diferentes tipos de puxadores que existem no mercado. Então, confira abaixo o nosso mini-guia!

CLÁSSICOS

Os puxadores clássicos são aqueles que associamos a móveis mais antigos, como os da casa dos avós. Eles podem ser redondos, quadrados, em alça, em argola, entre outros formatos. Como remete ao passado, esse tipo de puxador é mais indicado para móveis tradicionais, como armários, cômodas e gaveteiros.

RETRÔS

Os puxadores retrôs geralmente são redondos, de materiais como cerâmica, vidro, resina e madeira. Além disso, muitos são coloridos e estampados com flores e listras, por exemplo. O bom é que esse tipo de puxador é indicado para vários estilos de móveis, não apenas para os vintage, por isso também pode ser uma ferramenta para dar personalidade a qualquer ambiente.

MODERNOS

Os puxadores modernos geralmente são de aço inox, retos e brilhantes. Mas há também opções que misturam materiais, como madeira e couro. Além do acabamento sofisticado, esse tipo de puxador é reconhecido pela sua durabilidade.

Outra ideia é usar os puxadores para móveis de uma forma diferente da sua função inicial. É o caso, por exemplo, do cabideiro: basta alinhar alguns puxadores redondos em um suporte, e pronto! Você pode colocá-lo na parede do hall para organizar itens como casacos e bolsas, e ainda dar um toque especial na sua decoração. Seguindo a mesma ideia, você pode fazer porta-joias, suporte para panos de prato, e o que mais a imaginação permitir.

Os puxadores para móveis não apenas facilitam a vida em casa ao permitir abrir e fechar rapidamente as portas e as gavetas, mas também são grandes diferenciais estéticos. Por isso, vale a pena dedicar um tempinho para conhecer as opções existentes e refletir sobre o uso dos móveis. Dessa forma, você garante um visual mais harmonioso e funcional na sua casa.

 

 

Fonte: Finger

 

Italy Line

Italy Line

Entre em contato!
Posso te ajudar?
Posso te ajudar?